Notícias

16/07/2020 - Milho

Milho internacional: Argentina e China continuam ativas


O mercado internacional de milho esteve bastante movimentado neste meio de semana, com a Argentina e a China bastante ativas e a Coreia do Sul voltando ao mercado. Foi isso que informou a T&F Consultoria Agroeconômica neste início de manhã (16/7). 

“A MFG da Coréia do Sul também voltou ao mercado, pegando uma carga da CHS para a chegada de 30 de dezembro a US$ 188,74, e negociando fortemente na segunda carga para 25 de novembro – tudo sem sucesso quando o grupo finalmente passou. A Argentina também viu seus registros de licenças de exportação se intensificarem com uma mistura de players internacionais e uma série de empresas locais que entraram ontem para registrar 489kt no total. A ADM liderou a linha com 300kt, todas da safra deste ano, com a Bunge entrando com 130kt para exportação no final de julho/meados de agosto”, comenta. 

Além disso, existem relatórios de cargas prontas para a China sendo negociadas do Mar Negro para novembro na mesma época em que a China deve ter pego 1,7 milhões de milho dos EUA do ano de comercialização 2020/21. A China também comprou soja dos EUA e rumores persistem de compras de trigo também, à medida que a Fase Um progride. 

“Hoje, as margens do etanol dos EUA e do Centro-Oeste subiram entre as mais altas desde 2016, de acordo com um modelo da Universidade Estadual de Iowa.  Se assim  for,  nada vai impedir um  aumento de produção, com analistas consultados pela Bloomberg  em  busca  de um aumento de 14k b/d na produção para 928k b/d. Se concretizado, isso equivaleria a quase 2,4 milhões de t de milho consumidos durante toda a semana até 10 de julho, mas com espaço de sobra na temporada e EUA em andamento, o aumento poderia muito bem ser maior”, conclui. 

Por Leonardo Gottems
Fonte: Agrolink




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.